A+ A-

Livro “Drogas e Proteção Social: os desafios da intersetorialidade” é disponibilizado para download no site do Cress/CE

Image

No dia 15 de maio, Dia do/a Assistente Social, os/as assistentes sociais Cynthia Studart e André Menezes integraram a programação do Seminário Comemorativo ao Dia do/a Assistente Social 2017 lançando o livro, de sua organização, “Drogas e Proteção Social: os desafios da intersetorialidade”. O livro é resultado de uma pesquisa realizada na cidade de Iguatu (CE) nos anos de 2014 e 2015 e buscou compreender as respostas institucionais ofertadas, ou não, pela Prefeitura de Iguatu às demandas sociais geradas pelos/as usuários/as de drogas e seus familiares.

CLIQUE AQUI E ACESSE O LIVRO NA ÍNTEGRA.

Sobre o livro

A obra apresenta uma abordagem antiproibicionista e antimanicominal no trato da “questão das drogas” e de sua relação com as políticas sociais, compreendendo-a na perspectiva dos direitos sociais e humanos. A análise é referenciada por um firme posicionamento profissional e político contrário à criminalização dos/as usuários/as de drogas e em defesa da redução de danos nas ações intersetoriais de atendimento e acompanhamento desses e de seus familiares, considerando-os como sujeitos de direitos e protagonistas das suas próprias histórias.

O livro é resultado da Pesquisa “A Proteção Socioassistencial para usuários de drogas e suas famílias: os desafios da intersetorialidade”, financiada pelo MDS/Cnpq e do Projeto de Extensão “Rede Integrada sobre Drogas de Iguatu” financiado (MEC-PROEXT), ambos realizado pelo Núcleo de Pesquisa sobre Educação, Serviço Social e Políticas Sociais (NEPSSS) do IFCE.

A obra foi produzida em parceria interinstitucional com professores da UECE e do LAPES com estudos na área de Estado e Questão Social, a saber: Professora Maria Cristina de Queiroz Nobre e Professor Estênio Ericson de Azevedo Botelho. Conta ainda como co-autores estudantes do Mestrado Acadêmico em Serviço Social (MASS/UECE).

Compartilhe