A+ A-

Cress Ceará promove mesa redonda “Assistentes Sociais no combate ao racismo” nesta sexta (23/11), a partir das 16h

Image

A atividade é alusiva ao Dia da Consciência Negra, integra a Campanha de Gestão do Conjunto CFESS CRESS (2017-2020) e tem o apoio do NUAFRO/Uece e do INEGRA.

Nesta sexta (23/11), a partir das 16h, o Conselho Regional de Serviço Social 3ª Região/CE promove a mesa redonda “Assistentes Sociais no combate ao racismo” como parte da Campanha de Gestão do Conjunto CFESS CRESS (2017-2020). A atividade é gratuita, acontece na sede do Cress Ceará, localizada à rua Waldery Uchôa, 90, bairro Benfica, em Fortaleza (CE), e conta com o apoio do Laboratório de Estudos e Pesquisa em Afrobrasilidade, Gênero e Família (NUAFRO/Uece) e do Instituto Negra do Ceará (INEGRA).

Participam da mesa a profa. Dra. Zelma Madeira, coordenadora Estadual de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial do Ceará e professora do MASS/UECE; Ana Maria Eugênio, estudante de Serviço Social (PRONERA/UECE), militante e coordenadora estadual do Movimento Quilombola; e Alessandra Félix, integrante do Grupo de Mães do Sistema Socioeducativo do Sistema Prisional do Ceará. Durante o momento, haverá ainda algumas atividades culturais. Não haverá inscrições prévias para o evento.

O tema da campanha “Assistentes Sociais no combate ao racismo” foi aprovado coletivamente no 46º Encontro Nacional CFESS-CRESS, em 2017, em Brasília (DF). Até o final da gestão do Conjunto, todos os Conselhos Regionais e o Conselho Federal de Serviço Social (CFESS) planejam promover uma série de atividades para alertar a categoria de assistentes sociais e a população em geral sobre o assunto. A presidenta do Cress Ceará, Leiriane Araújo, esteve presente no Encontro Nacional onde a Campanha foi eleita. Para a presidenta, o debate é urgente para a categoria, tendo em vista que o racismo é estrutural na nossa cidade, agindo, especialmente de forma silenciosa.

“Esta campanha é extremamente necessária e importante no sentido de darmos visibilidade, na cena contemporânea, a toda a história dessa população que, ao longo do tempo, de maneira muito resistente e muito lutadora, vem buscando ser reconhecida. O combate ao racismo se apresenta como uma questão que precisa ser discutida e debatida na nossa sociedade porque o racismo é algo estrutural da nossa formação, estando presente, muitas vezes, de maneira silenciosa mas mascarando grandes desigualdade raciais que na verdade trazem várias implicações para a atuação profissional dos assistentes sociais”, afirmou Leiriane Araújo.

A Campanha foi lançada em novembro em alusão às atividades de reflexão e resistência marcadas pelo 20 de novembro, Dia da Consciência Negra. A data rememora o dia da morte de Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palmares, cuja vida foi marcada pela luta incessante pela liberdade de seu povo, por igualdade e justiça. Além de Zumbi, o mês demarca a luta de várias mulheres e homens negros que, ao longo destes quase 500 anos no Brasil, foram peças fundamentais para a constituição do povo brasileiro.

:: SERVIÇO
Cress Ceará promove mesa redonda “Assistentes Sociais no combate ao racismo” como parte das atividades da Campanha de Gestão do Conjunto CFESS CRESS
Quando: 23 de novembro (sexta-feira), a partir das 16h
Local: Sede do Cress Ceará (rua Waldery Uchôa, 90, Benfica, em Fortaleza/CE)
Apoio: Laboratório de Estudos e Pesquisa em Afrobrasilidade, Gênero e Família (NUAFRO/Uece) e Instituto Negra do Ceará (INEGRA)

Compartilhe