A+ A-

18a Parada pela Diversidade Sexual do Ceará acontece neste domingo, dia 25, na Beira Mar

Image

No próximo domingo, dia 25 de junho, na Beira Mar, acontece a 18a Parada pela Diversidade Sexual do Ceará, com o tema “Chega de lero-lero, a Parada é nas ruas! 18 anos construindo Resistências e Lutas por democracia e contra o LGBTcídio”. O evento é uma realização do Grupo de Resistência Asa Branca (GRAB) com o apoio da Prefeitura de Fortaleza.

O tema deste ano faz referência aos 18 anos de Parada em Fortaleza, uma das maiores do Brasil, assim como à necessidade urgente de políticas públicas concretas e a construção de resistências sociais e democráticas pela livre orientação sexual e identidade de gênero, por democracia no país, contrapondo-se ao LGBTcídio.

O Brasil hoje é líder no ranking mundial de assassinatos de pessoas transexuais. De acordo com os dados divulgados pela ONG Transgender Europe, das 295 mortes de transexuais registradas até setembro de 2016 em 33 países, 123 ocorreram no Brasil.

O relatório europeu mostra, ainda, que de janeiro de 2008 a setembro de 2016, foram registradas 2264 mortes de transexuais e transgêneros em 68 países. Nesses oito anos da pesquisa, o Brasil contabilizou 900 do total dos casos, o maior número absoluto da lista.

E em 2017, até o início de maio, 117 pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transexuais (LGBT) foram assassinadas no Brasil devido à discriminação à orientação sexual, de acordo com dados do Grupo Gay da Bahia (GGB). Ainda de acordo com o GGB, 2016 foi o mais cruel desde os anos 1970. Foram 343 assassinatos de pessoas LGBTs, quase três vezes mais que no início dos anos 2000. Apenas 17% desses crimes tiveram seus autores identificados.

Precisamos dar um basta a esta situação e a todo tipo de intolerância e violência. É preciso gritar por respeito e equidade. O Conselho Regional de Serviço Social 3ª Região/CE, em consonância com o projeto ético-político da categoria, reforça a necessidade desta ação em articulação e apoio aos movimentos sociais e suas lutas.

Não esqueça: Nesse domingo, a Parada é nas ruas!

Compartilhe