A+ A-
Image

Saudamos a todas/os as/os profissionais do Ceará reafirmando que “Nossa voz nas ruas vem para lutar” contra o golpe e pela democracia! Passado o período eleitoral e diante dos últimos ataques aos trabalhadores expressos nas (contra) reformas trabalhista e da previdência, acreditamos que, mais do que nunca, precisamos ter VOZ ativa e unidade na categoria profissional para confrontar o governo ilegítimo e suas ações avassaladoras que tiram cotidianamente os direitos sociais e políticos conquistados desde a Constituição de 1988. Movidas/os pela defesa intransigente dos princípios do nosso Código de Ética Profissional, temos a clareza de que é na RUA e na LUTA que traçaremos o caminho possível nessa conjuntura política que redesenha o nosso futuro.

Nossa voz nas ruas vem para lutar em tempos de temeridades antidemocráticas em que se amplia o desemprego, a desigualdade social e as várias expressões da questão social. Conjuntura que atinge a nós assistentes sociais duplamente, tanto como trabalhadores/as, quanto pelos ataques às políticas sociais, nosso principal espaço ocupacional. Daí a necessidade da luta, também, nos espaços de trabalho, nos espaços de organização dos/as trabalhadores/as, nos conselhos de defesa de direitos e de políticas públicas e nos espaços de formação profissional. A conjuntura nos desafia a resgatarmos nossos vínculos históricos com os movimentos sociais e com o trabalho de base junto à classe trabalhadora na defesa de direitos. Luta e resistência contra a ultraprecarização do trabalho, o fim da aposentadoria e pela garantia da qualidade dos serviços prestados à população usuária. O governo ilegítimo para conter os conflitos sociais amplia as medidas de exceção e o Estado penal, intensificando-se processos contínuos de criminalização da política, dos pobres, das juventudes e dos movimentos sociais. Mas não podemos nos calar.

É por isso que no novo triênio ampliaremos os mecanismos que fortaleçam a gestão pública democrática e participativa no sentido de uma maior presença do Cress no cotidiano de trabalho dos/as profissionais; Buscaremos ampliar a interiorização do conselho por meio da criação de outros núcleos (NUCRESS), com vistas a fortalecer a organização dos/as assistentes sociais do interior; intensificaremos as ações de orientação e fiscalização buscando as condições éticas e técnicas de trabalho dos/as assistentes sociais e a qualidade dos seus serviços prestados à população usuária; buscaremos fortalecer a articulação do CRESS com os movimentos sociais que partilhem dos princípios defendidos pela categoria, buscando construir ações conjuntas de combate à xenofobia, ao racismo; ao sexismo, à lgbtfobia, e a todas as formas de violência, preconceito e discriminação; Promoveremos uma política de formação permanente voltada aos/às assistentes sociais; e ampliaremos as lutas em defesa da seguridade social em articulação com os/as trabalhadores e movimentos sociais, dentre várias outras ações planejadas. Vamos resistir coletivamente, com unidade e direção política defender as conquistas históricas dos trabalhadores/as e fortalecer os princípios do nosso projeto ético-político profissional. Convidamos você, assistente social, a construir conosco de forma participativa e horizontal, a próxima gestão do nosso conselho. O Conjunto Cfess-Cress somos todos nós!

Gestão “Nossa voz na rua vem pra lutar”
Triênio 2017-2020
Cress/CE

Compartilhe